Restituição do Imposto de Renda

Hoje o assunto que é mais tratado sobre o imposto de renda é a restituição. Porque algumas pessoas têm direito e outras não? Para começarmos, você precisa saber primeiro que a declaração de imposto de renda pessoa física, não serve apenas para informar seus ganhos e bens para o governo federal, e sim para saber se o imposto pago durante o ano foi acima ou abaixo do esperado pelo governo.

Ao prestar as informações corretas você terá a resposta do governo, se você deverá complementar o valor pago ou se você terá direito a ressarcimento de algum valor pago acima do necessário. E aqui está a resposta para uma grande dúvida: Você só restitui Imposto se contribuiu com algum valor durante o ano. E o limite para essa restituição é até o montante pago. A regra é muito simples: Se você não pagou nada, não recebe nada. Se você contribuiu X, mas deveria ter contribuído com XX, você deve complementar o IR com o pagamento de mais X. Se você contribuiu com XX, mas só era necessário X, você tem direito a restituição de X. É uma regra simples, mas na prática acaba não sendo tão clara.

Por isso, é sempre aconselhado que um profissional especializado elabore a sua declaração, lhe explique os cálculos e o porquê de cada item. Se você leu essas informações, e acha que pode ter recebido de restituição um valor maior do que o que você pagou de fato, tome cuidado, mais cedo ou mais tarde, o Governo Federal irá lhe cobrar e ainda poderá lhe multar por fraude. Lembrando que em muitos casos, você pode não contribuir com nada durante o ano, e mesmo assim ser obrigado a declarar.

Continue acompanhando em nossas redes sociais, falaremos mais sobre o Imposto de Renda e suas obrigatoriedades.